Perdidos em Famalicão

Estou de volta ao blog depois de um fim de semana prolongado no Norte do país onde me espalhei ao comprido. E perguntam vocês: caíste? Não... Enfardei comida assim à grande que é praticamente a mesma coisa.

Mas vamos lá começar pelo início: na 5ª feira passada, feriado do 5 de Outubro, fui ao casamento de um primo em Famalicão. Como sabem o meu treino com os Leyatletas costuma ser à quarta ao final do dia e não pude comparecer porque fui de viagem assim que saí do trabalho. Cheguei e fui de imediato descansar, estava exausta, há muito que não conduzia tantas horas de noite. Na manhã seguinte fui simplesmente mulher: cabelo, maquilhagem, roupa de gala, aquelas coisas que todas as mulheres adoram (ou quase todas). Confesso que ao olhar para o espelho pude ver uma mulher muito diferente porque, obviamente, a corrida trouxe grandes e boas alterações corporais que me fizeram sentir muito bem comigo mesma.

Depois da cerimónia fomos para a Quinta do Rio, um local lindíssimo e com condições espetaculares. Assim que chegámos fomos confrontados com as habituais entradas e, como tinha de festejar a Implantação da República, fi-lo implantando em mim enchidos, polvo, camarão, rissóis, presunto e muito, muito mais. Ao jantar houve creme de cenoura, bacalhau com broa, posta mirandesa acompanhada de batatas a murro e, para terminar, um doce do bosque que não vos sei dizer o que era mas estava delicioso. Sempre acompanhado por belos vinhos. Como se não bastasse um pouco depois do café abriram o buffet de sobremesas... Felizmente estava tão cheia ocupada que não consegui comer mais do que uma. Ufa! Ainda bem que saí do casamento antes da ceia, tinham caldo verde, bifanas e chocolate quente com natas! 😲

Na sexta-feira tive de madrugar para levar o meu pai ao comboio uma vez que ele tinha de trabalhar. Aproveitei o facto de ter de me levantar às 5:30h e pensei em correr depois de o deixar na estação. Equipei-me, levei-o, despedi-me dele, phones nos ouvidos e, quando saí da estação pronta para descobrir Famalicão, heis que uma imensa nuvem de nevoeiro baixou sobre a noite escura o que me levou a repensar o treino. Afinal estaria a correr de noite e numa cidade que não conheço, talvez fosse melhor voltar para casa e correr numa próxima oportunidade. Boa desculpa não acham? Pois.

Nos dois dias seguintes corri imenso... Para agarrar todas as oportunidades disponíveis para comer! Foi vitela estufada, foi bacalhau, foi não uma mas duas francesinhas! Fui à minha terra, Caminha (bem lá no Minho), e comi um palmier coberto do tamanho das minhas duas mãos juntas (para quem nunca experimentou um destes e visitar Caminha deixo aqui a sugestão, são maravilhosos). Enfim! 

Tudo isto me fez ficar com um enorme peso na consciência. Portanto, ontem de manhã, no meu último dia em Famalicão, desafiei o P. para correr comigo e ele aceitou. O P. não é um louco das corridas como nós mas tem uma forma física espetacular! Se vocês vissem aquelas pernas percebiam logo que uma corrida com esta tartaruga para ele são peanuts! E lá fomos nós, às 8h da manhã, em busca de Famalicão encantado. Estava um belo dia de sol, fomos sempre na conversa, tirámos imensas fotos, quando dávamos por nós estavamos a passar em ruas onde já tínhamos estado sem saber bem como, encontrámos o Parque da Devesa que é ótimo para a prática de exercício... Adorei descobrir uma cidade a correr. Nunca o tinha feito, aliás, nunca tinha corrido fora de Lisboa, o que tornou esta minha experiência ainda mais especial. A companhia foi deveras agradável e esteve ao meu lado mais de 15km. Agradeço e informo que é para repetir :)


Agora olhando para os meus ritmos percebo que, para além do peso na consciência, também fiquei com peso nas pernas ahahahah


Mas já sabia que seria assim, queria fazer um jogging tranquilo, sem pensar em ritmos nem distâncias, apenas curtir a cidade e a companhia. E a verdade é que chegámos aos 15km sem dar muito por isso, tal era a descontração.

Deixo algumas fotos da cidade e do parque:







Agora que voltei a Lisboa tenho de me deixar de festas e preguiça e aproveitar para treinar antes de iniciar a fisioterapia. Haja força nestas pernas!


Comentários

  1. Respostas
    1. Estou? Ontem a balança dava 59,4kg, até me pesei três vezes para garantir que não estava a calcular mal ahahahah. Só por causa deste comentário logo vou acelerar no último km do treino :P

      Eliminar
  2. "... enchidos, polvo, camarão, rissóis, presunto e muito, muito mais (...) creme de cenoura, bacalhau com broa, posta mirandesa acompanhada de batatas a murro (...) doce do bosque (...) acompanhado por belos vinhos." e uma corrida de 15,5km!

    Isto é quase a definição de paraíso! :)

    Boas corridas e boa fisio!









    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vendo assim do teu ponto de vista... Tens toda a razão! :)

      Bons treinos runner!

      Eliminar
  3. Durante algum tempo fazia questão de, sempre que ia passear com a família, dar uma corrida para conhecer o sítio onde estávamos. Mas agora que estava a pensar nisso, há alguns anos que praticamente todas as viagens que fazemos são por causa de corridas. Ainda o mês passado surpreendi a minha mulher com um convite para irmos passar um fim de semana aos Açores em Dezembro! ...com o pequeno pormenor que vou lá correr uma prova de 100km lol Vê se voltas, estou curioso para ler os teus primeiros relatos de provas de trail ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filipe isso deve ser fantástico, espero um dia chegar ao mesmo ponto em que tu estás. Aliás, aos dois pontos: fazer das corridas o centro das viagens e, claro, correr provas de 100km! Bem... Que wow!

      Agora percebi que perdi alguns dos teus textos, não estava a seguir convenientemente! Vou tirar um tempinho para os pôr em dia! :)

      Eliminar
  4. Muito bonito, Famalicão! Caminha, como sabes, já conheço, e estava à procura do nome da pastelaria muito asseada, na rua principal acho, onde a minha mulher esperou por mim (na qual comi um bolinho pequenino que adorei e vi outros lindos na vitrine) mas não encontro. A descrição da comida até me mete água na boca... é o meu maior pecado, porque os treinos faço-os todos como planeado. Nas fotos estás pálida... vá, come um pastelinho de nata, eheh :) Força, boa "recuperação"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o ano vou fazer a Meia Maratona de Caminha, está mais que certo! E a "culpa" foi tua! ;)

      Estes Palmiers são da pastelaria Riviera, no terreiro que fica mesmo no centro de Caminha. Lembro-me de, em criança, passar por lá só para comer um destes. Ai como ficava feliz da vida! Estas sensações de nostalgia são maravilhosas! Possivelmente comeste um chamado Caminhense, são pequeninos mesmo. Eu também adoro comer, estamos juntos neste mundo! :D

      Bons treinos!

      Eliminar

Enviar um comentário