26ºC - 10k - Novo PR!

Pois é, pois é... 😃 Já lá vamos!

Antes de mais vou reforçar o facto de estar a ser muito regular nos meus treinos, mais do que habitual. Há dias em que apetece mais que outros mas acho que estou plenamente consciente da necessidade de ser assídua para ser bem sucedida na Meia Maratona (falta exatamente 1 mês... OMG!!!).

No sábado à noite fui sair com amigos e a noite foi tão animada que se prolongou, cheguei a casa pelas 3:00h da manhã. Tínhamos combinado ir para a praia no dia seguinte pelo que era obrigatório treinar, mesmo que isso implicasse dormir pouco. E assim foi: levantei-me às 06:45h e cerca de 45min depois estava no Parque das Nações. Não fazia ideia do que estava estipulado no plano e decidi fazer o que conseguisse de acordo com o horário disponível. O treino teria corrido melhor se não tivesse sentido problemas com as minhas unhas dos pés. Tentei abstrair-me e pensar noutras coisas mas, a certa altura, já toda eu sentia a dor. Ainda assim não desisti e terminei o treino, percebendo quando cheguei a casa que tinha duas unhas em sangue. Nada que um desinfetante e um corta-unhas não resolvam. 


Entretanto conheci um colega destas andanças no Strava que corre há uns meses e trocámos umas linhas de conversa. Provas para cá, treinos para lá, tempos, ritmos, experiências, etc., até que ele me disse que nunca tinha feito treinos de altimetria e gostava de experimentar mas não conhecia suficientemente bem Monsanto, muito menos Sintra. Se há coisa que percebi desde que me iniciei no mundo do running é que existe um espírito de entreajuda brutal. Portanto, decidi que ainda que seja uma iniciante, se tinha a oportunidade de ajudar alguém como já o fizeram comigo, teria todo o gosto em fazê-lo. Foi assim que combinámos correr em Monsanto na segunda-feira ao final do dia e, para quem não treina com elevação, ele deu uma belo passeio! Conversámos o tempo todo, ele ficou a conhecer alguns trilhos e eu fiz o meu melhor tempo de sempre em Monsanto!

190m de elevação

Como já é do conhecimento da blogosfera que me vai lendo, às quartas (por norma) vou para Sintra, para aquele que é o treino que me enche o coração! É o único treino que não me deixa minimamente preocupada com o cansaço, as dores do dia seguinte, as possíveis lesões, o ritmo que devo (ou não) fazer, etc.. Em Sintra sinto-me genuinamente eu, sem nada que possa atrapalhar a realização daquilo que me faz feliz. 

Tinha visto no Strava que a M. do blogue Asmática que Corre tem aproveitado uma pausa forçada nas corridas para passear por Sintra e descobrir os belos trilhos, com tempo como se quer. Fico sempre nostálgica ao ver estas experiências porque sei as múltiplas sensações sentidas quando juntamos a corrida às paisagens únicas. Mas quarta-feira estava quase quase aí!

Acontece que o M. já não vai para novo (no físico porque na mente ele ainda me acompanha :P) e, aqui há uns dias, deu um jeito à zona lombar. Ainda tinha tempo para recuperar mas, para garantir que não piorava, resolvemos dar-lhe descanso esta semana. Não perdi a esperança de ir para Sintra. Falei com outros colegas que conhecem muito bem a zona e que já tinham mostrado interesse em ir connosco e desafiei-os. Não podiam. Pensei na Asmática mas está em recuperação. Pensei em ir sozinha. Não fui capaz. Tenho receio de me perder ou, ainda pior, de me lesionar num local ermo e ali ficar... É melhor ser sensata e esperar até conhecer melhor a zona antes de me aventurar sozinha. 

Fiquei triste. Dei por mim a pensar nos meus objetivos, na necessidade de pôr quilómetros nas pernas, na satisfação que sinto depois de completar um treino, na possibilidade de melhorar através da regularidade... Às 18h estava decidida a vestir o equipamento e ir treinar para Belém. O que eu não previ foi como iria sofrer com o soutien desportivo e os calções a roçar nos escaldões que apanhei estes dias na praia, ainda que me tivesse besuntado inúmeras vezes com protetor. Ainda assim respirei fundo, passei pela sala do M. e disse-lhe "Eu sou fote!" (sim, usei mesmo a palavra fote). No caminho até Belém (não mais que 10min) olhei para a temperatura que marcava 27ºC. Comecei logo a suar! Estacionei o carro junto ao mexicano de Algés, fiz uns alongamentos, bebi uns goles de água, olhei uma última vez para a temperatura e wow!... Tinha descido 1ºC! Portanto fui correr com 26ºC, algo que nunca antes aconteceu. 

Estabeleci um ritmo inicial não muito forte porque, com aquele calor, tinha algum receio de exagerar. Ainda assim era um ritmo que sabia que conseguia aguentar numa situação normal. Lembrei-me de uma das sugestões do João Lima sobre As minhas dúvidas na preparação para a Meia Maratona: "Começa a um ritmo mais suave do que aquilo que te sentes capaz. Essa energia salvaguardada no início, irá ser-te muito útil na segunda metade. Mas também não corras devagar demais pois forçarmos a ir devagar demais também desgasta. Diria uns 10 segundos mais lenta por km do que aquilo que te achas capaz no momento". Foi exatamente o que eu fiz e mantive-o do início ao fim do treino o que me deixou muito satisfeita.

Desta vez experimentei correr a ouvir podcasts. Já tinha pensado sobre o assunto mas não o tinha ainda materializado. Optei por ouvir alguns programas do Corrida no Ar que, obviamente, fala sobre as nossas dúvidas, dá-nos dicas, expressam opiniões, dão entrevistas, etc.. Não imaginam a quantidade de pessoas que apanhei a olhar para mim enquanto me ria sem motivo aparente. Deviam pensar algo do género «Será que correr faz rir? Ou será que é doida por correr e está a rir para não chorar?». É mais ou menos isto. A verdade é que os quilómetros foram passando e quando comecei a sentir alguma dificuldade nas pernas já ia com 7km. A nível cardiovascular estava bem até porque ia num ritmo confortável. As pernas senti-as pesadas, muito possivelmente porque já tinha dois treinos na semana e o último, 48h antes, tinha sido mais puxado e em Monsanto. Ainda assim disse-lhes que se aguentassem porque aquilo não era sequer metade do que teriam de aguentar dali a um mês. E elas responderam positivamente. 


No final do treino alonguei bastante até porque senti um ligeiro desconforto na anca, algo que já não acontecia há algum tempo, desde a lesão. Creio não ser nada preocupante. Aliás, não pode ser nada preocupante! Sincronizei os dados do TomTom e, uns segundos depois, recebo uma notificação do Strava:

«Bom trabalho! Agosto 10k foi concluído.»

What?! Então se o desafio diz "Run a 10k and shoot for a new PR" e foi concluído... Eu tenho um novo record nos 10k!!! Que felicidade! Como é que consegui este feito debaixo deste calor?! 😄 Quando cheguei ao carro ainda estavam 23ºC! Isto quer dizer que, se correr uma brisa junto ao Douro, talvez a Meia Maratona possa não ser um inferno! Yeahhhhhh!!!

E pronto, mais um passo dado na minha longa caminhada. Agora é continuar com a regularidade até conseguir baixar de 1h. Ainda me falta muito, eu sei, mas faltava muito mais há uns meses atrás.

Be positive girl!

Comentários

  1. Muitos parabéns pelo teu novo record! Excelente sinal a um mês do grande dia!

    Força!!!!!

    Beijinhos

    ps - Os atletas e as unhas dos pés, as unhas dos pés e as corridas... Difícil relação! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada João! Estou cada vez mais ansiosa mas também mais confiante! :)

      Beijinhos

      Ps: talvez não fosse má ideia não as ter :P

      Eliminar
  2. E estavas tu preocupada com o calor! Afinal correu tão bem que melhoraste o teu tempo aos 10K! Parabéns! Tudo bem encaminhado para a Meia!
    Cuida dos pézinhos, para não teres chatices na recta final da preparação!

    Boas treinos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente! Mas como vou treinar mais vezes com calor espero que o meu corpo ganhe alguma resistência. E continuo com esperança que no dia da MM esteja aquele fresquinho habitual no Porto ;)

      I will! :)

      Obrigada e boas corridas para ti também!

      Eliminar
  3. Ora muito bem! Parabéns pelo RP! Gostava de parecer surpreendido, mas na realidade não estou. Será que alguém te disse que os treinos com altimetria pelo Monsanto e por Sintra iam fazer com que quando estivesses a correr em plano fosses voar mais depressa que o habitual? Espera, vou ali buscar a citação correcta:

    "Nem penses em parar com os treinos no Monsanto e em Sintra! Vais ver que o treino contínuo com tanta altimetria te vai fazer maravilhas quando fores correr em plano." :)

    E também se escreveu algo sobre treinos em condições piores das que vais encontrar no Porto.

    Continua assim, um passo de cada vez! Beijinhos!

    (Não tenho remédio para as unhas, tenho duas que de vez em quando me dão cabo da cabeça...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas olha que um dia destes pretendo surpreender-te... Isto de ser sempre previsível não tem graça nenhuma :P

      Sim, Sintra, Monsanto e agora os treinos de reforço muscular estão a revelar-se fantásticos! Quanto aos treinos em condições piores (ou seja no Inferno) ainda não estou convencida ahahahah

      É o que eu digo, mais valia não ter unhas! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Antes de mais : Parabéns pelo RP!!! :D

    Afinal se calhar dás-te melhor com o calor do que pensavas ihihih

    Obrigado por aparecer referida ai numas linhas e por saber que andas a dar conta das minhas caminhadas, claro que preferia estar a aproveitar este tempo para fazer isto a correr, mas olhas melhor a andar do que nada de todo.

    O espírito de companheirismo e entreajuda é top! Adoro que no meio de tanta coisa má que a internet trás, também dê estas alegrias.

    Parabéns também pela corrida por Monsanto.

    Olha quando às unhas dos pés, eu por acaso não tenho problemas, conheço muita gente que deita sangue, que fica sem elas, que doí, eu nunca passei por isso, às vezes noto que a unha está a "escamar" à ponta depois duma ou outra corrida (normalmente mais quando são trilhos) mas mais do que isso nada. Serão os ténis que não têm folga suficiente? Mas bom, tu não tens assaduras e eu desse mal eu já sofro.

    Continua os treinos, tenho a certeza que te saíras bem, mas mais do que o tempo o objectivo é terminar!

    Quando vais fazer o treino mais longo? Não devias fazer no fim de semana antes da prova.

    Beijinhos e Boas corridinhas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada M.!!! Não, eu vou continuar a odiar calor, não será fácil alterar esta relação entre mim e ele... Já lhe disse que sou e serei a eterna solteira mas parece que ele é insistente e preserverante! ;)

      Esta quarta vamos voltar a Sintra, não sei se já te sentes recuperada mas fica o convite :)

      Mas sabes que nunca tive problemas com as unhas dos pés? Aliás, eu não tenho problemas com os pés, não me caem unhas, não tenho bolhas, não tenho assaduras... No máximo tenho ali um calo no dadão mas que não me provoca qualquer dor. Acho que com a mania das mariquices com os pés no verão deixei as unhas maiores por causa do verniz e acabou por correr mal. Eu tenho as unhas dos pés tão pequeninas que quando pinto a mais pequena... Tenho de pintar o dedo porque praticamente não existe unha! Ahahahahahahahahahah

      Ora o meu plano diz:

      Ontem (que adiei para hoje): 12-14km
      26/27 Ago: 17km
      2/3 Set: 17 km
      10 Set: 10 km Corrida da Decathlon
      17 Set: 21.1 km Meia Maratona do Porto
      24 Set: 10 km Corrida do Tejo

      Olhando para isto só me apetece dizer "Ganda maluca!"

      Beijinhos e boa recuperação

      Eliminar
  5. Parabéns! Na corrida o trabalho realmente compensa. Quando tirares essa meia do caminho acho que devias focar-te nessa paixão por Sintra, quem sabe inscreveres-te numa prova de trilhos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Filipe!

      Já pensei nisso, é verdade. Acho que o sentimento de satisfação poderá ser ainda maior em trilhos. Em princípio vou seguir o teu conselho em breve, depois conto :)

      Eliminar

Enviar um comentário