Nem sempre o que parece é...

Mais uma semana se passou. Uma semana em que fiz 4 treinos, todos diferentes, nenhum longo. Faltaram-me duas coisas: pernas e força mental!

Como já aqui tinha referido, na segunda-feira passada fiz um treino de reforço muscular com o João Lamy. Foi um treino de intensidade baixa por ser o primeiro, que acabei por complementar com 2,5 km de corrida onde testei as dicas do João para aumentar a velocidade. 

Na quarta-feira foi Another run in paradise! Voltei a Sintra para mais um treino de altimetria que me acorda as pernas e aquece o coração! - Engraçado como só ao relembrar Sintra já estou com um sorriso na cara :D Há coisas que não se explicam, sentem-se. Por falar em Sintra, o M. já está a preparar o nosso próximo percurso que será já esta quarta-feira. Quem diria que ia conseguir fazê-lo correr comigo todas as semanas!?

Este será o nosso próximo treino em Sintra. Não sei porquê mas acho que ele me quer tramar! :P

Na sexta-feira combinei com um amigo, o AG., que iria correr com ele. Ao que parece quer iniciar-se nesta coisa das corridas e deve ter ficado entusiasmado com os 15 km que fiz há uns dias. Mal ele sabe que eu ainda sou uma aspirante a atleta... Ainda assim pareceu-me uma boa ideia, gosto de correr sozinha mas também gosto de ter companhia, principalmente se a companhia falar para me distrair. O AG. é muito impaciente. Reparem no que fez nos três treinos antes desta estreia comigo:

25 de Julho
Distância: 0.7 km 
Ritmo: 5.36 min/km

27 de Julho
Distância: 1.1 km 
Ritmo: 4.56 min/km

1 de Agosto
Distância: 1.6 km 
Ritmo: 4.45 min/km

Vamos ser realistas: eu não tenho o tamanho das pernas dele. Sim, eu sei que a Rosa Mota sendo pequenina corria a uma velocidade estonteante mas eu já sinto o peso dos quilos da idade. Tenho 1,60m e não estou na minha melhor forma física portanto, com o tamanho (ou tamanhinho) das minhas pernas, e tendo sido sedentária até há uns tempos, já é um custo correr abaixo de 6min/km, quanto mais abaixo de 5! Portanto avisei-o desde logo que iriamos correr mais do que 1km mas à minha velocidade. 

Inicialmente torturei-o mentalmente. Disse-lhe que iriamos correr de Odivelas ao Parque da Cidade em Loures e, obviamente, voltaríamos a Odivelas (quase 10km!). Sabia que não o poderíamos fazer porque seria um desgaste muito grande para ele. Tendo em conta aquilo que já aprendi sei que não devemos aumentar a nossa distância de corrida sem a devida preparação portanto, disse-lhe que seria ele a controlar a distância. E teria de fazer uma gestão correta, ou seja, deveria inverter o sentido a tempo de conseguir voltar ao ponto de partida. E ele fê-lo muito bem. Fomos a um ritmo de cruzeiro (mais para ele do que para mim, claro) e, chegados ao fim, ele até achou que poderia ter feito mais. Isto foi, sem dúvida, um teste à paciência dele. Mas, nisto da corrida, paciência é um bónus e há que a exercitar :)


Este treino serviu também para eu perceber que sou muito mais ouvinte que faladora. É que ele bem queria pôr a conversa em dia mas, meu amigo, eu ou mexo a boca ou o coração! :P

Depois deste treino tranquilo sabia que no Domingo me esperava um treino de 10,5 km. Era o treino longo da semana (e mesmo assim não tão longo como outros que tenho previstos no plano) e estava mentalmente preparada. Até vesti um top inspirador e tirei uma foto antes do treino para me motivar:

Keep on running girl!

Decidi que iria começar no local habitual dos meus treinos longos, junto à esquadra da Alta de Lisboa, mas iria fazer um percurso totalmente diferente para me distrair e conhecer novas rotas. E fiz isto tão bem que me perdi no meio de Telheiras, descobri que existe uma ciclovia no meio de uns prédios com uma envolvente super calma, passei por um túnel que, de tão vazio e comprido me impôs algum medo e, de repente, disse para mim mesma «Olha, já estou ao lado do Estádio de Alvalade outra vez!».

Mas que ritmo médio é este?!? Pois!

A partir desse momento voltei a um percurso mais habitual mas, confesso, estava farta de estar na rua. Dormi muito mal na noite de Sábado, umas 4h no máximo. Tive um Domingo em família muito agitado. Estava cansada. Para piorar não soube controlar e gerir o ritmo da corrida. Os primeiros 800m foram a descer e impus logo ali um ritmo mais rápido que não mais soube voltar a baixar o que, obviamente, teve impacto no treino:

No km 3 estava tão perdida que até fui mais lenta! 

Claro que fico super feliz com o ritmo. Foi constante o que é muito bom e, acima de tudo, foi 'rápido'. Fiz 3k abaixo de 6min/km o que nunca antes tinha acontecido. Mas falhei a distância. Não posso permitir que uma má gestão de velocidade se imponha à distância. Se fizer este tipo de gestão na MM não chego de certeza aos 15km e não acabar a prova por escolhas infantis está, definitivamente, fora dos meus planos. Portanto, daqui para a frente vou tentar controlar este aspeto nos treinos longos e deixar o entusiasmo da velocidade de lado. Nem que para isso tenha de correr com o relógio no bolso :P

É por isto que nem sempre o que parece ser bom é. Mais uma vez que me sirva de aprendizagem.

Amanhã tenho mais um treino funcional com o João Lamy e espero conseguir trazer-vos o rescaldo. Não prometo nada porque ele também não prometeu deixar-me viva para contar a história!

Comentários

  1. Estive aqui a analisar o vosso percurso para amanhã e fiquei tentada, é tão pertinho de mim!

    Como já te apanhei no Strava já tinha visto a tua corridinha rápida, muito boa! Parabéns.

    Agora escreveste algo com que concordo e subscrevo, porque infelizmente passei por isso. Meia Maratona de Lisboa, os primeiros 10km fiz mais rápidos do que o normal, o 1º km na ponte é sempre a descer e embalei e deixei-me ir, sentia-me bem e continuei a deixar-me ir, ali ao 7º km as minhas pernas acusaram cansaço, porque não estavam habituadas a puxar assim e ainda me faltavam muitos kms, obviamente o excesso de calor não ajudou nada, mas sei que a grande falha foi culpa minha por não ter controlado a velocidade, no km 14 estava rota e desesperada e queria desesperadamente terminar a prova e a partir do km 16 vacilei e parei pelo menos 4 vezes...

    Estás a ser rigorosa, acho que fazes muito bem e andas muito bem! Continua! Força miúda!

    Beijinhos e boas corridas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Largo da Feira de São Pedro amanhã pelas 18:30h/18:40h. Alinhas? Se fores vais adorar porque vamos as duas em silêncio e o M. fala e fala e fala... Sobre os batidos que ele faz, sobre a alimentação em geral, sobre a limpeza dos trilhos (que ele próprio faz em Sintra para andar de bicicleta), sobre as dúvidas sobre se consegue ou não fazer o Fim da Europa... Nós só temos de ouvir, fácil, fácil! :D E quanto às subidas eu também sou lenta (e não tenho asma!) ;)

      Tenho muito medo que me aconteça isso na MM do Porto. Ainda por cima não conheço o percurso e não tenho como estudá-lo antes, portanto tenho mesmo de jogar pelo seguro e ter precaução acima de tudo. Ainda bem que me contaste essa história da tua Meia Maratona, se há coisa que não quero é fazer a minha com sacrifício. Prefiro ser lenta e demorar mais uns minutos mas manter o meu sorriso :)

      Beijinhos e conto contigo amanhã!

      PS: ia enviar-te um email mas não o encontro na tua página portanto fica o convite por aqui :)

      Eliminar
    2. Vou caladinho que nem um rato... 😝

      Eliminar

Enviar um comentário