Salva por uma banana

Não treinava desde terça-feira passada, dia 11. Segundo o meu plano de treinos para a MM devia ter corrido 7km na sexta-feira (dia 14) e 14km no treino longo de fim-de-semana. Pois correram vocês? É que eu não!

Mas posso dar várias desculpas justificações:

Sexta-feira

Equipei-me e, como estava calor, resolvi que iria correr à noite, mais pela fresquinha. Moldei as minhas curvas ao sofá e lá fiquei até quase à meia-noite, num belo sono inesperado que soube aproveitar ao máximo.

Como já tinha descansado (e até não estava nos meus planos) pensei em levantar-me mais cedo no sábado para ir treinar mas não pude porque, entretanto, já tinha combinado ir para a praia com amigos e detesto deixar as pessoas penduradas. Levantar-me às 5h da manhã também não me pareceu bem.

Sábado

«Falhaste o treino de sexta-feira mas também não é nada de grave, hoje à noite aproveitas e fazes um longo daqueles bons» - pensei eu enquanto apanhava sol na praia (cuja Vitamina D também me faz falta, diga-se!) mas, antes que o sol se pusesse, já tinha combinado beber um copo à noite num bar que nos propusemos a visitar pela primeira vez.

«Ok, foco nos objetivos, Fabiana! Amanhã não há desculpas e tens de ir correr. A Meia Maratona é daqui a 2 meses, não podes falhar!». 

Domingo

Fui fraca. Nada falhou para além de mim, essa é a verdade. Deixei que a minha preguiça ganhasse à minha determinação.

Segunda-feira

Coloquei a mala com o equipamento no carro e decidi que ia treinar depois do trabalho. Às 18h equipei-me, combinei com um colega que nos encontraríamos em Monsanto para um treino às 18:30h mas, quando lá cheguei, tinha uma mensagem dele a dizer que estava preso no trabalho e não ia conseguir. Ele não ia conseguir mas eu também não ia desistir, afinal grande parte dos meus treinos são a solo, nada a estranhar. TomTom pronto e comecei a correr. Optei por fazer um percurso que já conheço que tem cerca de 7k mas, como queria castigar-me superar-me, resolvi percorrer um segmento extra para garantir que fazia mais quilómetros. Estava a correr há uns 4min e senti que algo não estava bem. Depois de pensar um bocadinho percebi que não tinha música, tinha-me esquecido no carro. 

«Voltar ou não voltar, heis a questão...»

Resolvi que iria experimentar correr sem música, talvez até gostasse da experiência. Eu sabia que a partir dos 600m iria surgir a primeira subida e estava mentalmente preparada. Só tinha ali passado uma ou duas vezes e, desta vez, até me pareceu bem mais pequena e menos íngreme. Mais ou menos como aconteceu com os escorregas do Parque do Alvito quando, em criança, me pareciam GIGANTES e, em adulta... Até me ri quando os vi! Dito isto até parece que estou a ficar adulta nas corridas! No entanto, a meio da dita subida começo a fraquejar, sentia-me sem forças, demasiado cansada para um primeiro quilómetro. Comecei a refletir sobre o que me estaria a provocar tal cansaço e rapidamente cheguei lá: eram 18:45h e não comia desde as 14h. Tinha uma banana para antes do treino que, tal como os phones, ficou no carro. Foi assim que, antes dos 2km, estava novamente no carro a comer uma banana e aproveitei para trazer a música para o resto da corrida. 

Exatamente eu mas sem os óculos de sol :D

Foi a melhor decisão que podia ter tomado. Agora fazendo um rewind percebo que, sem aquela banana, o meu treino seria de morte. Possivelmente teria parado vezes sem conta, teria insultado a minha própria pessoa, teria questionado o porquê de me meter nestas coisas... Com aquela banana foi um treino feliz!

Elevação acumulada de 212m

A subida da Estrada do Barcal foi difícil, mais difícil do que da última vez, mas assim que o efeito da banana começou a surgir notei as diferenças nos músculos e na respiração e terminei um treino com 10k sem grandes dificuldades. Já estou muito mais à vontade com treinos de elevação. Lembro-me que, há uns meses, todas as subidas eram feitas a andar o que me aumentava o ritmo médio em cerca de 2min/km. Neste momento faço-as todas a arrastar correr o que, ainda que muito devagar, me permite ter uns tempos um pouco mais bonitinhos. Longe de algumas lebres que às vezes passam por mim mas ainda mais longe do tempo em que só lhes sentia a brisa que deixavam ao passar :)

Amanhã é dia de treino em Sintra. Será a minha primeira corrida na Serra e temos previsto um percurso de 8km com cerca de 350m de elevação (vai doer!). Para terem uma ideia vamos passar num trajeto cujo nome do segmento no Strava é "Cai para trás" - Oh yeah! Novidades em breve!

Comentários

  1. Já dizem os entendidos, que o descanso faz parte do treino. E se não temos cabeça/vontade para correr, descansar não faz mal nenhum, antes pelo contrário :D Além disso, a dois meses de uma meia maratona, não tem mal nenhum. Mas daqui para a frente, há que ser sobretudo regular ;)

    Também treino depois do trabalho e comigo resulta uma mão cheia de passas para matar a fome antes do treino.

    Bom treino sintrense! Esses treinos em trail parecem-me excelente spara ganhar pulmão. Se complementados com treino de estrada, curtos, em que apertes contigo para ganhares um pouco de velocidade, tens um mix perfeito de preparação para a meia maratona.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já me mentalizei bluesboy, não podem ocorrer mais falhas daqui para a frente. Não há férias para quem quer correr uma Meia Maratona :)

      Hoje reforço o pulmão em Sintra e o próximo treino será de velocidade, vamos ver! Se bem que acho o meu plano de treino muito otimista quando prevê que acabe a MM em 2:21h (brincalhões! :P )

      Eliminar
  2. Uma banana pode mesmo fazer milagres ;)

    Bom treino em Sintra! Depois queremos saber tudo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tomorrow! :)
      Estava entusiasmada com a passagem nos Miradouros mas com o tempo que se faz sentir hoje em Lisboa duvido que consiga ver alguma coisa de jeito :/

      Eliminar
  3. Banana, a rainha dos atletas!
    A primeira coisa que como todos os dias é uma banana. E uma horita antes de cada corrida, outra.
    E já tive uma história com banana numa Maratona. Em Barcelona 2016, estava a aproximar-me dos 30 e comecei a sentir a energia a faltar e a ficar com desejo duma banana. Quando cheguei ao reabastecimento dos 30 e estenderam-me uma garrafa, perguntei foi por bananas, disseram que estava umas mesas à frente. Estavam cortadas em meias mas a que estava a controlar a mesa, ao ver o meu ar tão desesperado por uma banana, tirou debaixo da mesa uma inteira e deu-ma.
    Quando comecei a comê-la, a primeira sensação foi "nunca comi uma banana tão boa". Passado pouco estava novamente recuperado e pronto para o que faltava :)

    Força para o treino de Sintra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Banana, a rainha dos atletas!" Nem mais! Ontem, antes de Sintra, também foi o que comi, dá sempre resultado! E essa história em Barcelona demonstra isso mesmo. Já agora, parabéns por mais uma Maratona!

      Espero não ser tão lenta na MM que quando passar nos reabastecimento já não conseguir mais do que água ahahaha

      Sintra está feito, adorei! :)

      Eliminar
  4. Em primeiro lugar, é muito mau ter lido o teu post enquanto cantarolava isto na minha cabeça? https://www.youtube.com/watch?v=-MuEc-WwewI

    Curiosamente tenho uma história inversa com bananas... numa Meia Maratona, mas fora esse episódio elas são mesmo mágicas.

    Deixa-me elogiar a tua honestidade em relação a esse domingo. Admitir que por vezes somos preguiçosos - e temos direito a isso - é muito melhor que inventar desculpas esfarrapadas. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Welcome back N.!

      Ahahahaha acho que eu própria passei uns bons minutos a cantarolar essa música depois de ler o teu comentário.

      Obrigada, mas preferia não ter de ser honesta por não ter nada de mal a confessar :P

      Eliminar

Enviar um comentário